Sobre sistemas políticos falidos

Ontem tive a certeza de que o nosso sistema político precisa de renovação. Fui convidada, pelo meu namorado, a participar de uma reunião com um pré candidato a deputado distrital. Segundo o convite feito por telefone pelo próprio aspirante a CLDF o que teríamos era uma reunião para discutir propostas e falar sobre política local. O encontro começaria “lá pelas 20h30” e um dos objetivos era também apresentá-lo como candidato a um pessoal que o apoiaria na cidade de realização da conversa. Recebemos uma ligação do dito candidato pouco depois das 20h perguntando se íamos de fato. Pensando que ele já estava lá fomos em busca do endereço passado por ele. Depois de uma pequena saga para encontrar o prédio, chegamos ao local da reunião e o que encontramos foi uma mini confraternização em um salão de festas. Quando chegamos não tinha quase ninguém, havia comida e bebida (alcoolica e não alcoolica) a vontade para todos e música ambiente para animar quem passasse por lá. Vamos aos fatos:

Fato 1: O candidato nem estava lá quando chegamos. Não sei porque ligou tão preocupado com a nossa chegada.

Fato 2: Algumas pessoas que estavam lá não o conheciam e perguntaram várias vezes por ele. Até que ele chegou com uma hora de atraso. Compromisso com horário para que?

Fato 3: Ao chegar o candidato foi cumprimentando as pessoas e não comentou nada de política com nenhum dos presentes. Sim, eu estava de butuca nas mesas do lado.

Fato 4: Depois chegou um outro pré candidato que almeja o cargo de deputado federal, que o aspira a distrital prontamente foi apresentando a todos os presentes para que se familiarizem com a figura do dito cujo. O aspira a federal pelo menos teve a decência de conversar sobre a pauta da reunião. E por mais ou menos 10 minutos conversamos sobre a política anti drogas adotada pelo governo. A conversa não se alongou mais porque, infelizmente, o tal candidato a distrital (que poderia ter participado e mostrado interesse na conversa, mas acabou saindo para atender o telefone) voltou e ficou insistindo em levar o rapaz para apresentar a mais um grupo de pessoas que estava por ali.

Fato 5: Depois dessa rodada de apresentações os dois candidatos sumiram. Os convidados continuaram em suas rodinhas comendo e bebendo e não sei se estavam muito conscientes dessa ausência. Até que resolvemos ir embora e encontramos os dois fora do edifício e, pelo que pude entender, estavam esperando um casal chegar. Quando fomos até eles houve a famosa troca de cartões e o aspira a distrital ainda nos chamou para ouvir seu discurso. Depois de tanto descaso com a política optamos por ir embora sem passar por mais desapontamentos.

O que podemos tirar desses fatos? Que a política precisa urgentemente de renovação. Essas festinhas sociais com finalidade eleitoreira tem que acabar. Não dá para definir um voto com base no tamanho do sorriso que a pessoa te dá na primeira vez que te vê. Plataforma política é bem mais que isso, é entender as necessidades reais das pessoas que você está tendo a oportunidade de ouvir e traduzi-las em ações governamentais possíveis de serem executadas. Não é a promessa em si, é a própria capacidade de virar um ato do governo. Porque quando o mote é bom, por mais que você não ganhe ele acaba se transformando em uma ação que beneficia a população.

Enquanto tivermos reuniões vazias como essa, sem discussão de temas e questões que precisam de ajuste, continuaremos com políticos vazios e corruptos que se preocupam apenas com o próprio bem estar e esquecem de olhar em volta. Estou profundamente decepcionada com o que eu vi hoje (agora já é ontem) e tive ainda mais certeza de que precisamos colocar no poder alguém que queira discutir o país, o município, a cidade ou o estado não só em época de campanha, mas sempre.

Será mesmo que ele achou que meu voto seria dele depois de um copo de refri e um pouco de caldo? Me desculpe, mas para me convencer a te colocar no poder você vai ter que rebolar muito mais. E eu me refiro a falta de conteúdo da “reunião”.

Alguém tem que dar um basta nessa politicagem.

Por Ana Paula Ramos

Anúncios

Um pensamento sobre “Sobre sistemas políticos falidos

Deixe sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s