Reforma Ministerial

A presidente Dilma nomeou seis novos ministros na última semana. Essas mudanças já eram aguardadas desde outubro do ano passado por conta da saída dos titulares para concorrer ás eleições desse ano. Os ministros indicados semana passada tomaram posse hoje aqui em Brasília.

Ministério das Cidades

Saiu Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) [Clique AQUI para ver seu perfil] para disputar novo mandato na Câmara, entrou Gilberto Occhi, vice presidente da Caixa Econômica Federal.

Ministério da Agricultura

Saiu Antônio Andrade (PMDB-MG) para concorrer ao governo de Minas Gerais, entrou Neri Geller (PP-MT) [Clique AQUI para ver o perfil do deputado], dono de grandes plantações de soja e milho em Mato Grosso.

Ministério do Desenvolvimento Agrário

Saiu Pepe Vargas (PT-RS) para disputar novo mandato na Câmara, entrou Miguel Rossetto (PT-RS), que já foi ministro dessa pasta entre 2003 e 2006. Ele havia deixado o cargo para concorrer ao Senado. Além disso, Rossetto já presidiu a Petrobrás, ajudou a fundar o PT e foi vice-governador do Rio Grande do Sul em 1998.

Ministério do Turismo

Saiu Gastão Vieira (PMDB-MA) também de olho na Câmara, entrou Vinícius Nobre Lages, que é ligado ao PMDB apesar de não ser filiado. Tem especialização em Economia de serviços, turismo e desenvolvimento de negócios. Foi membro do Conselho Nacional do Turismo e representante da Organização Mundial do Turismo. É Gerente da Unidade de Assessoria Internacional do Sebrae e coordenou o Programa Sebrae 2014, dedicado ao apoio e preparação de empresas para a Copa do Mundo.

Ministério da Ciência e Tecnologia

Saiu Marco Antônio Raupp, que já foi diretor do INPE, do Parque Tecnológico de São José dos Campos e presidente da Agência Espacial Brasileira. Entrou Clélio Campolina, reitor da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Foi diretor-presidente do Parque Tecnológico de Belo Horizonte (BHTEC), presidente da Câmara de Ciências Sociais Aplicadas da FAPEMIG e,  desde 2010, integra o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), orgão que assessora a Presidência da República.

Ministério da Pesca

Saiu Marcelo Crivella, que deve se candidatar ao governo do Rio, entrou Eduardo Lopes (PRB-RJ), líder do PRB no senado e bacharel em Teologia. Na Câmara foi membro da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional e da Comissão de Constituição e Justiça. Em 2010, foi suplente de Marcelo Crivella.

Essa “reforma” já era esperada e por conta da crise com o PMDB foi adiada. Em ano eleitoral, todo mundo quer garantir que vai continuar com um cargo eletivo no próximo mandato e para isso larga o que for pelo meio para concorrer as eleições. Se é governador e quer virar presidente, larga o governo antes do fim do mandato. Se é ministro e quer voltar a ser deputado, larga a pasta que coordena e por aí vai. A história se repete a cada eleição e essa descontinuidade, com certeza, não é saudável para o país. Considerando que essa já é a segunda leva de alterações, fora o troca troca do início do Governo, fica difícil criar políticas públicas de médio e longo prazo eficazes por conta da inconstância.

Outra coisa que observei é que apenas dois dos seis ministros empossados hoje são de carreira técnica. Os outros estão lá para manter a aliança entre os partidos aliados. Vamos pensar uma coisa séria aqui comigo? Como uma pessoa sem capacidade técnica vai criar políticas públicas sobre determinado tema? Como ela vai saber do que o país precisa naquela área se ela não é da área? Eu sei que ministros têm assessores para auxiliar nesse tipo de coisa, mas gente, o tempo gasto para o assessor mostrar a um leigo o que está sendo feito e porque aquilo é importante é grande e, sinceramente, poderia ser economizado trabalhando-se de fato por reformas e políticas públicas que funcionem. Sem contar que, aquela pessoa, em vez de ser mais um no time acaba virando um peso morto que decide o que aprovar de forma arbitrária. Pensando, novamente, no país como uma empresa qual a chance de um economista gerir bem uma área que não é econômica ou de alguém que seguiu carreira política a vida toda saber o que é bom para a área da pesca? Claro que uma pessoa de carreira pode não ser a única salvação que nos resta, mas é fato que dominar a área em que se trabalha já é um grande passo rumo ao sucesso.

Crise com o PMDB

A tática de Dilma para a nomeação foi indicar nomes relacionados aos partidos que já ocupavam a pasta anteriormente. O PMDB ficou com os Ministérios da Agricultura e o do Turismo mesmo depois de se recusar a indicar nomes para a presidente nas últimas conversas. A liderança do partido diz que não foi consultada, mas gostou da lista. Entretanto, a polarização continua impossibilitando um acordo entre PMDB e presidência. Quem sofre com isso é Michel Temer que fica as voltas entre o Planalto e a liderança do partido. Por conta desse racha, a Câmara criou uma Comissão para investigar a Petrobrás e aprovou a ida de dez ministros a comissões para esclarecimentos.

O que eu gostaria de saber é que esclarecimentos são esses e se essa investigação tem fundamento. Se tiver base não há o que se contestar, mas se tudo for parte de um jogo de poder é um absurdo. Essas comissões demandam tempo e dinheiro e elas são feitas para apurar fatos que sejam necessários de fato, não foram feias para serem usadas como instrumento de poder. Sobre os esclarecimentos dos ministros eu tenho muitas dúvidas, mas em parlamentos fora do país é comum ter um dia na semana para sabatinar ministros de várias pastas. Na Inglaterra, por exemplo, além de o parlamento sabatinar os ministros de áreas específicas, toda quarta-feira o primeiro ministro é convocado para dialogar com a oposição e a base do governo [vocês devem se lembrar do filme A Dama de Ferro, quando Margareth Thatcher vai ao parlamento tanto como Ministra da Educação quanto como Primeira Ministra]. Então que fique claro que, para mim, o problema não é sabatinar, mas porque sabatinar.

Menos politicagem e mais ação sempre entra na conta de países bem sucedidos. Continuo na torcida para que isso passe a fazer parte da nossa mistura também.

Por Ana Paula Ramos

Anúncios

Deixe sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s